Ego Inflado

August 31, 2019

Olá caríssimo!

 

Hoje eu venho com um causo de um conhecido meu que ficou por horas pregando sobre como ele estava salvando nosso amado planeta.

 

Sim, querido amigo, enquanto ele está resguardando o nosso lar de gente como eu, eu mesmo fico por aqui comendo meus deliciosos companheiros bovinos.

 

Calma, antes de você também me julgar e se manifestar contra meu atraso evolutivo, como ele tão habilmente e luminosamente o fez, quero colocar um ponto em questão.

 

O ego pode se iluminar?

 

Quando esta pessoa se comparara aos outros seres humanos e chega à conclusão de que não somos tão evoluídos quanto ele (fique tranquilo, você está fora deste hall involutivo!), é claro que é o ego quem faz tal comparação, pois a alma (ou seja lá o nome que você queira dar para esta “consciência maior” que há dentro de cada um de nós e que tanto buscamos despertar para ela) não compara.

 

Esta “consciência maior” é como a natureza. Não é nem moral, nem imoral. Simplesmente amoral. É o que é.

Mas ao sair desta amoralidade, onde nada se julga e tudo o que há é a contemplação do que é, entramos no ego.

 

Hum, aí a coisa pega.

 

É quando entram as comparações e, claro, os julgamentos.

 

Ele vira o salvador da pátria enquanto eu, o vilão. O algoz...

 

O resto? Não importa.

 

A minha consciência de investir uma pequena fortuna em placas solares em casa para fornecer calor e eletricidade, devolvendo energia elétrica para o município ou a implantação de receptores enormes para captar a água da chuva não surtem efeito perante a pregação que ele faz.

 

Tampouco o fato de eu não trocar de carro há anos para contribuir o mínimo possível com a indústria automobilística, pois esta, pior do que a indústria frigorífica, gera um verdadeiro caos ao planeta. Metais, borracha e o vilão maior, o petróleo, estão corroborando para a morte das condições de vida neste espaço chamado Terra.

 

Para ele, sua consciência é maior.

 

E aqui tanto faz o ponto discutido.

 

Pode ser vegetarianismo, comunismo, capitalismo, consumismo, ..., Não importa.

 

Este é o grande perigo de quando o ego se ilumina. É a situação em que a pessoa se vê como um iluminado, porém manifestando o discurso e as ações do próprio ego.

 

De qualquer forma, ele ainda não tem consciência para ver isto. Está imerso em seu discurso de mudar o mundo a partir de sua evolução pessoal, sempre mais íntegro, consciente e desperto que os Neandertais a sua volta.

 

Claro, no julgamento que ele faz, ou melhor, que o ego dele faz, é lógico.

 

Quanto a mim?

 

Ah, estou a anos luz de chegar a algum lugar ligeiramente sombreado. Mas tudo bem, eu permaneço na escuridão iluminada. Já não dou tanta atenção ao meu próprio ego desde que passei a enxergar no escuro.

 

Por enquanto, apenas deixo as palavras caírem do meu ego como gotas de chuva que caem do céu, por não poderem ascender a ele.

 

Deixo uma frase do grande escritor André Ariel que gosto muito:

 

“Eu não sou o dono da verdade e sim o dono da minha verdade.

Se eu tiver a pretensão de achar que a minha verdade é absoluta,

serei um pregador cheio de gratidão quando concordarem comigo

e cheio de rancor quando discordarem de mim”.

 

Bem, fico por aqui.

 

Se precisar, eu estou aqui prontamente para atendê-lo em meu consultório ou simplesmente a sua espera para um delicioso café.

 

Um beijo no coração de cada um de vocês.

Please reload

Posts recentes

September 25, 2019

August 31, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square